cinema novo.

- Filha, o que você vai fazer hoje de noite?
- Vou ao cinema com as minhas amigas, pai.
- Ah, que bacana, meu amor. O que vocês vão assistir?
- O filme novo do Bob.
- Bob?
- É. Do Robert.
- Que máximo, filha. Adoro o Robert Redford.
- Quem, pai? Eu tô falando do Robert Pattinson.
- Não conheço, meu bem. Ele é bom?
- Ele é o melhor de toooooooodos, pai! E é lindo também.
- Ah sim, os famosos atores galãs. O que você tem a me dizer sobre o Alain Delon?
- Ãhn?
- É, deixa pra lá.
- Tá certo, pai.
- E sobre o que é o filme?
- É terror, pai. Com vampiros.
- Adoro filme de vampiros, monstros e criaturas assustadoras.
- Nossa, pai! Não sabia que o senhor gostava dessas coisas.
- Não só gosto como tenho uma coleção desses filmes guardada no armário.
- Que incrível, pai. E a gente pode assistir algum agora?
- Tá bem, mas vou escolher algum para a sua idade. Afinal, você só tem quatorze anos.
- Mas vou fazer quinze no próximo mês.
- Ok, ok... algum que alguém de quinze anos possa assistir então.
- As terríves criaturas vampirescas versus os os zumbies espaciais?
- Sim, filha. Não parece assustador?
- Que nome engraçado.
- Vou colocar o filme, quer pipoca.
- Não, obrigada, vou guardar meu estômago para a pipoca do cinema.
- Tudo bem, o filme tá começando.

- Pai, a imagem tá meio ruim.
- É assim mesmo, filha. Os grandes filmes estão nos baixos orçamentos.

- Pai, esse é o mocinho do filme?
- Sim, filha. Gostou dele.
- Ele tá fumando. Não gostei.
- hehehe... bom argumento, filha.

- Pai, essas criaturas são meio estúpidas mesmo?
- Parecem, né? Mas note como elas são assustadoras!
- Não muito, pai...

- Pai, a mocinha tá correndo para o último andar da casa onde não tem saída?
- Ahan, meu anjo. Mas note como ela é bonita e como seu cabelo se mexe.
- Nossa, pai. Muito idiota ela. Sério.
- A função dela é ser bonita, filha. Inteligente e herói é o mocinho.
- Que machista. Meu Deus...

- Pai, o vilão não vai se arrepender no final?
- Não filha, ele é mal de verdade.
- Mas ele tá vendo o amor dos dois ali na frente dele.
- Eu sei filha, mas ele tem o coração de pedra como todo bom vilão.
- Bom vilão é aquele que se arrepende, pai!

- Ah, pai que droga de filme! Tudo tá acabando bem e daí entram criaturas horríveis pela janela e começam a esfaquear todo mundo com facas de passar manteiga com sangue espirrando para tudo quanto é lado? Que sem noção!

- É filha, totalmente aterrorizante, não?
- Achei uma porcaria, pai. Preciso ir que a mamãe já tá chamando o elevador para me levar ao shopping. Depois eu te dou umas dicas de filmes, tá?

- Um beijo, filhota. Vai com cuidado.
- Tchaaaaau pai.


- Filme de terror? Que raio de filme minha filha vai ver no cinema?

7 Andarilhos:

Mariah disse...

do tempo em que se matava vampiro com estocadas no peito
eles tinham pavor de crucifixo
não apareciam no espelho
não podiam sair de dia
e olha só
o mais terrível
até bebiam sangue humano

Marcelo Mayer disse...

hahahahaha
caralho! pois é. Robert Pattinson, um vampiro que não gosta de sangue. aonde tá a arte nisso? hehe

Vanessa disse...

é! vampiro emo não engulo

Ewerton Bastos disse...

triste...

Jefferson de Morais disse...

Os filmes e seriados sobre vampiros estão gerando rios de dinheiro como nunca, atualmente.
Mas, cá entre nós, com certeza, sou mais os vampiros de antigamente.
Gostei da postagem.
Jefferson.

Diu Mota disse...

É impressionante essas novas linguagens e necessidades de uma nova geração...
Um ponto para os grandes clássicos e zero para luas e crepúsculos. Mas viva a diversidade! A moda é essa, então.
inté

Raquel Toledo disse...

Concordo com quase tudo, Dá.
Gosto de mocinhas inteligentes. =)