Conclusão

Parece coisa do Woody Allen, mas não é. Se chama comédia da vida privada. Já dizia o Gentili, bem privada mesmo. É assombroso como paro sempre no mesmo ponto. Ó vida, ó azar. E lá no começo do de tudo, meu caro Hardy já me avisava: - Isso não vai dar certo, eu sei que não vai dar certo. Em todos esses anos essa indústria vital, essa é a *&%!#? que isso me acontece.

De novo, tudo parecia coisa de cinema em preto-e-branco no Comodoro num sábado de verão. Encostava o carro na praça, ela sorria e eu entendia tudo sobre como o céu é bonito, sobre o cheiro da chuva e o que são sinos imaginários ressoando em meus ouvidos. Na praia, só Garota de Ipanema numa versão Rolling Stones pra tentar explicar o efeito da Belle de Jour sobre os meus óculos escuros. Pensei numa tatuagem a la Angelina Jolie, afinal, era como eu sonhava, beibe. Eu escolhia vinho, coloquei foto do primeiro encontro no porta-retrato, até rosas vermelhas eu colocava na cabeceira da cama. Meus amigos me chamam de suícida, mas eu não ligo. Sou cabra macho. Medo de mulher é coisa de tucano. Até sogra eu levava na flauta.

Num domingo qualquer, esvaineceu. Virou pó. c'est fini. Onde foi que eu errei, o destino não quis e novamente eu fui Djavanear, flor de lis?

Daí olhei a escova de dentes. Junto a minha. Na mesma pia. Na mesma caneca. Numa longa reflexão, alguns placebos e percebi que o problema está na escova de dentes. Elementar, Watson.

Nada pode ser mais assustador do que uma escova de dentes.


10 Andarilhos:

Carol Mioni disse...

A culpa é toda da escova de dentes. Fato!

Marcelo Mayer disse...

assustador seria ver uma calcinha perndurada ao lado de minha cueca no banheiro

Marcel Hartmann disse...

seria mais melancólico se a escova estivesse no chão, e tu tivesse que se abaixar pra pegar.

Larissa disse...

marcel, isso seria emo demais.
ficou foda!

Fernanda Mello disse...

Adorei o texto, o blog. E seu jeito de escrever.

Fernanda Mello disse...

Corrigindo: o jeito de todos escreverem. ;) Parabéns.

Erica Ferro disse...

Sim, o problema é a escova de dente...
Sem dúvida, meu caro Dario.

Vanessa disse...

definitivamente, vc num texto só contou todos os medos e todas as conclusões que tenho sobre relacionamento. uma hora tem de acabar.

Ferdi disse...

É verdade, escovas de dentes e travesseiros. Me-do!

e para Maitê disse...

- realmente, nada pior. Escovas de dentes, estragam relacionamentos.