Convite

Eu comecei a estudar engenharia, mas parei. Percebi que amo o Niemeyer, mas o seu trabalho não é nada prático. Daí pensei em arquitetura e não me decidi. Acho que só sei morar em São Paulo e em nenhum outro lugar do planeta. Para mim, tudo que é muito nativo, é chato. Sou péssimo com caminhos. Tenho insônia. Tentei todos os tipos de psicanálise para melhorar. Freudiana, junguiana, mas não gostei. Achei uma bosta pra falar a verdade. Hoje em dia, umas boas idéias na cabeça e meia dúzia de cervejas dão conta do recado. No máximo um Dormonid. Meus motivos para alguma realização nunca são fortes o suficiente, se tornam fortes pela obsessão. Faço mil vezes se preciso, mas sei que nunca conseguiria fazer um rap, por exemplo. Amo a tecnologia, mas tenho os meus problemas ideológicos com ela. Também não sei dançar. As luzes das pistas de dança me confundem um pouco. Jogo paciência como terapia, quase sempre antes de começar algo importante. Acho igreja católica uma coisa sombria. Não gosto do cheiro. E além disso, não entendo latim. Acho que mudar uma sociedade é muito mais difícil do que todos imaginam. Não enxergo muitas mudanças possíveis na política. A revolução é uma grande interrogação na minha vida. Sinto e quase que espero a velhice chegar. Acho interessante, engraçado. Quero, quando partir daqui, deixar ao menos alguma coisa interessante.
Bem, é mais ou menos isso. Não há algo muito interessante, eu bem sei.
Ah, eu também tenho uma banda de róque. Topa uma sessão das cinco no Gemini?

11 Andarilhos:

Marcelo Mayer disse...

fácil! eu levo a cecy! ou oq restou dela! ou oq ainda vai nascer!

Vanessa disse...

tá explicado porque vc foi escolhido como "a conversa" neste blog.

Guilherme Schildberg disse...

vc é um mentiroso!!
estudamos juntos Ciência Da Computaçao la em Londrina!
hahahahahaha
Pagodeiro!!

Larissa disse...

eu tb não consegueria fazer um rap. sinta-se feliz por isso. morar no jardins não me dá moral para tal.

Dario Caregaro disse...

É verdade sobre a Ciência da Computação. Mas esse era um terceiro eu. Diferente do eu do texto e do eu real... hahahaha

Erica Ferro disse...

"As luzes das pistas de dança me confundem um pouco."

Elas me embriagam. Melhor que nem gasto dinheiro com bebidas, hehe.

e para Maitê disse...

- Nada melhor do que uma boa conversa num bar (virtual) e umas cervejas...(virtuais, o que é uma pena).
Valeu cara pelo papo, vai pela sombra!

Sil disse...

Um pouco de alcool na cuca é uma boa terapia pra qualquer pessoa.

Ferdi disse...

Oh se topo!

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Cara, eu n danço NADA haha. Mas no escuro ainda dá pra enganar um pouco se quiser, às vezes.

Raquel Toledo disse...

Devia tentar Lacan. A cura(?) pela palavra.